De olhos bem abertos…

Em que ponto eu passei a prestar atenção em tudo? A amar de olhos abertos? Atenta a brisa, a um olhar caído, a agitação exacerbada de um, a mancha do olho do outro? À ansiedade, atrapalhação, hostilidade ou muita amorosidade de qualquer ser na minha casa, na minha vida? Não sei dizer o que aconteceu…

Continue lendo

Sobre uma bicicleta amarela

Joana e Joaquim com o pai, Antonella dormindo com a sua fadinha, que a cuida como uma boneca de porcelana, e de repente, a oportunidade de passear por aí, de mãos dadas, na praia, surgiu a nossa frente. Assim como mágica. Assim, levinho, sem compromisso. Assim, como muitas vezes fizemos quando éramos dois. Ali, exaustos,…

Continue lendo

Amar de novo? Uma história de amor…

Me perguntou outro dia, uma seguidora do projeto, como eu encontrei o amor de novo. Como fazer acontecer o recomeço afetivo de verdade, este que acontece muitas vezes na estrutura da nova família, e quem sabe até com celebração e frutos, como aconteceu aqui. Este questionamento veio a mim há algum tempo, e se fez…

Continue lendo

Recomeço e o Cuidado Compartilhado

Muitas coisas morrem e nascem no divórcio. Esse é talvez um dos processos mais difíceis da vida emocional e social de uma pessoa. Ela se desmancha e se reconstitui ainda viva. Morre e nasce na mesma jornada. Porque aqui não se trata de tragédia. Não é uma fatalidade, que sorteia a alguns à um desafio…

Continue lendo

O peso da abelha operária…

Se as minhas amigas psicólogas e psicanalistas me lerem, vão me atribuir o auge da arrogância. Mas sim, é a pura verdade. A mãe da nova família, essa que compõe com todos os seus amores a nova constelação, está no centro de tudo. Na base deste empreendimento. É quem segura a viga principal da construção….

Continue lendo

Família de margarina? Nós?

Ouvi estes tempos que a minha família parece comercial de margarina. Que as fotos lindas postadas em Instagram e como pano de fundo das minhas crônicas, assim como o meu olhar otimista sobre cada acontecimento no nosso dia a dia de nova família, torna a nossa vida referência. De uma felicidade idealizada. Criando uma impressão…

Continue lendo

Um corpo tatuado? Sim, temos. Dentro e fora.

No decorrer da vida tive o privilégio de viver diversas experiência importantes para o meu crescimento, para o meu autoconhecimento. Rupturas e mudanças de rotas que me edificaram e à minha história. Que não é nem boa, nem ruim, mas me trouxe à pessoa que sou hoje. Que construiu o que para mim é valor….

Continue lendo

Sobre túneis e adoecimentos.

Existem coisas que me encantam e me assustam ao mesmo tempo na vida. Me encantam pela capacidade mágica de se parecerem diferentes a cada ângulo. De, conforme a posição que você senta para encara-las, parecerem certas de um jeito, ora parecerem erradas, ora parecerem de outro jeito completamente diferente. Por serem em alguns momentos exigentes,…

Continue lendo