Sobre túneis e adoecimentos.

Existem coisas que me encantam e me assustam ao mesmo tempo na vida. Me encantam pela capacidade mágica de se parecerem diferentes a cada ângulo. De, conforme a posição que você senta para encara-las, parecerem certas de um jeito, ora parecerem erradas, ora parecerem de outro jeito completamente diferente. Por serem em alguns momentos exigentes,…

Continue lendo

Relacionamento e os seus momentos…

Nos relacionamos com tudo e com todos. Essa é a vida dos seres humanos. Em todos os seus ambientes, em todas as faces do seu caleidoscópio. E imaginem que em cada uma dessas faces, somos uma parte do mesmo ser. Somos um comportamento, temos um momento. Como não é de hoje que lanço um olhar…

Continue lendo

Criatividade na vida…

É preciso ter criatividade para ser feliz. Para lidar com o compartilhamento dos filhos, com duas casas, com famílias em cidades diferentes. Posso garantir que só a criatividade vence esse desafio, e vou dizer porquê. Uma pessoa para exercer a criação, precisa de desprendimento. Avalio esta frase em toda a sua profundidade.  Criar alternativas diferentes…

Continue lendo

“Polimãe”

Assim como monossílabas, dissílabas, trissílabas e polissílabas determinam palavras de uma, duas, três ou “mais de três“ sílabas, trago, por conta de um sentimento diferente e estranho para mim, definição parecida para as qualidades de mãe. Mãe de um, de dois, ou de “mais de dois”, no caso, uma “polimãe”. Vivo neste momento a experiência…

Continue lendo

Sobre o dia de não tê-los aqui…

Falo agora como mãe. Egoísta com seus pintinhos, protetora, possessiva. Todas são, umas mais, umas menos. Eu, tenho exercitado a humildade neste sentido, escrevendo, escrevendo… me autoconhecendo, olhando para o fato dos meus filhos não serem meus, mas apenas virem de mim e por um tempo me habitarem efetivamente. Fisicamente. Mesmo que para sempre na…

Continue lendo

Felicidade: grandiosa e frágil

Escrevi outro dia sobre o medo de morrer. Por conta de um papo hipotético e despretensioso com a minha médica quanto a um risco no meu parto. Graças a Deus, para esta fiel, a morte só passou pela minha cabeça e pelas linhas de uma crônica mesmo…. Aí, num domingo destes, às vésperas do nascimento…

Continue lendo

Nomes dados aos bois…

No ambiente das novas famílias foram estabelecidas nomenclaturas para se chamar os integrantes destas e que estão fora do padrão da família tradicional. Falo aqui na madrasta, mãe emprestada ou mãe de coração. Falo, no meu caso prático, do padrasto, pai emprestado ou pai do coração. Dos avós emprestados e tios, aqueles que vieram depois,…

Continue lendo

Saber amar… saber deixar alguém te amar…

Tenho pensado nas relações de amor. Em como elas acontecem e acabam. E queria dividir com vocês um pouco do que sinto ao ter o privilégio de ver tantas acontecerem a minha volta, parte pela minha sensibilidade e paixão pelo tema, parte pelos caminhos que o blog New Families me proporciona. Também não é da…

Continue lendo