Para 2020: Evolução… E felicidade:)

Se vitimar não é se vulnerabilizar. Se colocar vulnerável é bacana e necessário. É se acolher e as suas imperfeições, para assim compreender onde é possível fazer os movimentos de melhoria. Vulnerabilizar-se é pedir ajuda, é reconhecer o que não vai bem em si e no seu contexto. É corajoso, porque enfrenta o difícil, o…

Continue lendo

Espirito de Natal

Estava em um restaurante com as crianças neste final de semana, antes de irem para o Natal com o pai, quando vi, há três mesas da nossa, a minha avó Bebel. Já falei nela aqui, está falecida há pouco mais de dois anos. Mas a vi ali, pertinho, com o seu cabelo liso prateado e…

Continue lendo

Afinal, ninguém nasce das macegas

Descobri que a mãe da culpa é a escolha. Assim, refletindo sobre o Natal deste ano e o desafio de sempre na elaboração da data sem dois dos meus três filhos. Enfim, fato fruto da escolha que fiz para a minha vida pessoal, e que afetou os meus Natais em família. Basta escolher, e esta…

Continue lendo

E ali, descobri que sou”Abrigo”…

Essa música toca todos os dias no rádio e eu nunca percebi. Nunca. Juro. Imaginei casais se curtindo ao seu som, eu e o meu marido romantizando em umas férias na praia, mas nunca isso. Nunca embalando uma relação parental. Nunca imaginando nas suas estrofes um oferecimento deles a mim, ou meu a eles. E…

Continue lendo