Nosso altar, nosso dezembro do infinito…

Divido aqui muitas das minhas dores, das minhas cores e dos meus amores. Coisas minhas que por muito tempo guardei no peito. Preferi não expor. Escolhi manter ralo em fotos de Facebook. Coisas nossas, da nossa casa, que constroem o dia a dia de uma família comum, ou talvez incomum, por trazer à tona, desde…

Continue lendo

Cabelos crespos…

Um dia desses, escovando o meu cabelo no salão de uma amiga de longa data da minha família, falávamos sobre o tamanho impacto do que nós pais e mães declaramos em alto e bom tom aos nossos filhos, nas cenas do dia a dia. Seja verbalmente, seja nas outras tantas linguagens do corpo, do olhar,…

Continue lendo

Quando apresentar meu amigo/namorado aos filhos? Muitas mães se perguntam sobre o momento “certo” de apresentar seus amigos/namorados aos filhos. Qual a idade dos filhos? Não importa! No imaginário das mães seus filhos são sempre crianças que as culpam da separação. Não importa se eles são filhos pequenos, médios ou grandes. Na cabeça das mães…

Continue lendo

No fundo, no fundo, falo de família. No fundo, no fundo é isso. Falo da minha experiência como parte deste grupo, seja do meu de origem, seja do que formei. E do processo de divórcio que reestruturou e redimensionou este último, que envolve a mim, aos meus filhos e ao pai deles. Mas o centro…

Continue lendo

Com quem contar…

Com minhas crônicas, tenho tido a oportunidade de conversar com leitoras que as vem acompanhando pelo blog. O que constitui um verdadeiro presente para mim. Uma oportunidade de dividir experiências comuns mesmo com jornadas e destinos eventualmente diferentes. Sob o guarda-chuva do processo de divórcio, discorrem diversas histórias. Além da minha, muito além. De todos…

Continue lendo

O quinto elemento em mim: Antonella

É assim que vivo os meus. Em mim. Joana viveu em meu ventre por 39 semanas e agora vive em mim, nos meus pensamentos, no meu coração, no meu presente e no meu futuro. Simplesmente em cada pedaço do meu ser. Joaquim, igual a mana, morou na minha barriga por 39 semanas e divide com…

Continue lendo

Medo como amigo…

Quero falar sobre o maior dos medos quando se começa a vida de novo com dois filhos. Quando já está tatuado no teu passado e traduzido no fruto dos filhos que ficam, a história de um casamento rompido, de um amor que acabou. A primeira sensação é a de não querer mais uma relação a…

Continue lendo

Amor, do jeito que for…

Eis que em um domingo à noite, estamos os quatro assistindo ao Fantástico, programa da Rede Globo, e mais uma vez é trazido, no quadro da Glória Pires, no qual ela interpreta uma juíza de “casos de família”, o rompimento de um casal para o início de mais uma família diferente. Após o marido ter…

Continue lendo