Quero falar de carinho.

Há pelo menos dois anos comecei a escrever sobre as minhas dores oriundas da passagem pelo divórcio. Precisava desabafar em algum lugar. Não era com alguém que aconteceria. Não me sentia livre de verdade para falar. Existia ainda uma prisão da palavra em mim, do social, do externo. Algo com o qual precisava lidar, lá…

Continue lendo

DR saiu de moda… que pena.

As pessoas não querem mais conversar. Não querem mais discutir a possibilidade de mudar de caminho, de olhar, de reconsiderar uma opinião, de fazer um ajuste pelo outro ou pelo cenário humano que os cerca. As dores reais estão em baixa. Está difícil cair e levantar sem transbordarem dilemas existenciais ou a frustração quanto à…

Continue lendo

Eles sabem…

Vou falar de uma coisa louca. Do improvável reconhecimento dos filhos sobre as coisas que fazemos por eles. Sabe o que é mais legal de escrever genuinamente? Sem revisor de texto, editor chefe ou orientações de terceiros? É que eu vou vivendo a vida, aberta, e, de repente, mudo de opinião e saio do lugar…

Continue lendo

O dilema do bonde

Já ouviram falar? Minha filha Joana ganhou de aniversário de dez anos um livro de dilemas focado no público infantil, a fim de promover o exercício da escolha para os pequenos, dadas as circunstâncias mais improváveis. Bondes, dois caminhos diferentes, uma manivela, pessoas, e a escolha sobre a quem atingir fatalmente. As quais me surpreenderam…

Continue lendo

Preenchimento.

Andava procurando e procurando sem parar, por algo que desse sentido a minha vida. Algo além do amor romântico que sinto, e da maternidade. Além dos filhos. Além do meu parceiro, meu amor. Algo que morasse em mim. Que fosse meu. De raiz própria, com o meu DNA. Algo que só vivesse aqui, em algum…

Continue lendo