Chegadas e partidas…

Me dei conta que eles levam um tempo para voltar. Que eles chegam, mas não chegam. Por alguns minutos, ou horas, ficam estranhos no ninho. Nesse nosso, tão deles quanto meu, da irmã bebê e do pai do coração. Não acompanharam as últimas da família, a mudança de lugar da cadeira da sala, o arroz…

Continue lendo

DOR: Um abismo ou um degrau?

Agendei a colocação de um DIU para sexta-feira da semana passada, desavisadamente. Tem um tempo que quase tudo na minha vida virou tarefa de agenda, única forma que arrumei de organizar o meu dia a dia com tantas demandas. É casa, filhos, amor de qualidade, meus projetos e trabalhos, eu… que enfim, vivo na companhia…

Continue lendo

Filhos do Divórcio

Meus filhos maiores estão crescendo. Joana está com quase dez anos e o Joaquim com oito e meio.  Já se passaram mais de quatro anos que a nossa nova família, formada inicialmente de nós três, começou. Que eu hospedei fantasmas na minha consciência quanto à nossa dinâmica neste novo formato, e desde lá, construí cenários…

Continue lendo

Por quê dói tanto?

Tenho ouvido de muitas que o divórcio é a morte em vida. Essa frase também é minha. Tamanho estrago que causa, eu sei.  Que ele devasta razão e emoção, pois nem racionalmente se mitiga a dor deste movimento. Que deixa alguns pedaços de pessoas e afetos transformados, minguados pelo desgaste do fim, e espalhados de…

Continue lendo

De olhos bem abertos…

Em que ponto eu passei a prestar atenção em tudo? A amar de olhos abertos? Atenta a brisa, a um olhar caído, a agitação exacerbada de um, a mancha do olho do outro? À ansiedade, atrapalhação, hostilidade ou muita amorosidade de qualquer ser na minha casa, na minha vida? Não sei dizer o que aconteceu…

Continue lendo

Mulher separada, com filhos

Te assustei? Bom, esta sou eu, há pouco mais de um ano atrás, quando então me casei de novo e mudei meu estado civil. Esta pode ser você. Ou alguma conhecida.  Tenho conversado com dezenas de mulheres sobre relacionamento afetivo e matrimônio. Sobre recomeços no amor romântico. Natural, desde o início do projeto New Families….

Continue lendo

Mulheres desencaixotadas?

Há poucos meses atrás, após quase 20 anos de vida executiva, iniciei um novo caminho que me levou a empreender. Já escrevi sobre isso aqui… Mas enfim, comecei a trabalhar com habilidades que desenvolvi nestes anos de muitas e diferentes experiências profissionais, em mercados distintos. Coisa que me construiu resiliente e criativa, características que levo…

Continue lendo

O peso da abelha operária…

Se as minhas amigas psicólogas e psicanalistas me lerem, vão me atribuir o auge da arrogância. Mas sim, é a pura verdade. A mãe da nova família, essa que compõe com todos os seus amores a nova constelação, está no centro de tudo. Na base deste empreendimento. É quem segura a viga principal da construção….

Continue lendo