Sobre túneis e adoecimentos.

Existem coisas que me encantam e me assustam ao mesmo tempo na vida. Me encantam pela capacidade mágica de se parecerem diferentes a cada ângulo. De, conforme a posição que você senta para encara-las, parecerem certas de um jeito, ora parecerem erradas, ora parecerem de outro jeito completamente diferente. Por serem em alguns momentos exigentes,…

Continue lendo

Nomes dados aos bois…

No ambiente das novas famílias foram estabelecidas nomenclaturas para se chamar os integrantes destas e que estão fora do padrão da família tradicional. Falo aqui na madrasta, mãe emprestada ou mãe de coração. Falo, no meu caso prático, do padrasto, pai emprestado ou pai do coração. Dos avós emprestados e tios, aqueles que vieram depois,…

Continue lendo

A chegada do novo bebê…

Precisávamos planejar a chegada dela. Da nossa Antonella. Afinal, era para ser um momento lindo e especial para todos. Para mim, como mãe, já era. Desejava conhece-la desde os planos sonhados a dois, com o meu marido e pai de primeira viagem. Desde quando vi meus filhos desejarem profundamente a mana. Mas sabíamos, desde aquela…

Continue lendo

Mudanças na constelação e seus arranjos…

Quando a gente pensa que domina a vida e as rotinas na qual vivemos, vem a mudança, o novo, e bagunça tudo. Falo aqui no bom sentido, pois o que seria da vida se não fosse um organismo vivo, de movimentos, de evoluções, de metamorfoses, que nos propõe novas emoções, aventuras e aprendizados? Pois bem,…

Continue lendo

Sobre outro você, canguru…

Estou eu aqui, grávida do terceiro filho. Do meu novo casamento com o meu grande amor. Com a benção da minha Joana e do meu Joaquim. E com muitos, muitos, muitos enjoo. Eles não são só matinais. São vinte e quatro horas por dia. Quando durmo, paro de senti-lo, mas aí sonhos malucos de seres…

Continue lendo

Sobre coragem e um novo bebê…

Nosso novo embrião. Preciso contar de onde surgiu nosso novo bebê, este que dividi com vocês no último texto. Sobre quando ele começou a vir. Nos sonhos e desejos daquela casa. Daqueles integrantes da nossa nova família. Para um filho vir à uma constelação já formada e isso ser bom, ser mágico, é preciso que…

Continue lendo

O quinto elemento em mim: Antonella

É assim que vivo os meus. Em mim. Joana viveu em meu ventre por 39 semanas e agora vive em mim, nos meus pensamentos, no meu coração, no meu presente e no meu futuro. Simplesmente em cada pedaço do meu ser. Joaquim, igual a mana, morou na minha barriga por 39 semanas e divide com…

Continue lendo

Sobre o óbvio

Pois então. Falei outro dia de uma coluna do Piangers, que eu adoro, e que demandou da minha parte, defesa. Me senti na condição de defender a mim mesma quando o mesmo tratou do divórcio, na pele de um homem casado. Mas adoro Piangers. Me divirto e me emociono com ele direto. Então para mim,…

Continue lendo

Duas casas. Aqui é proibido pular ou comer no sofá. E para o Joaquim, abrir a geladeira. Refrigerante somente no final de semana. Assim como o uso do Ipad ou jogos no celular. Na nossa casa criança não vê novela, então Netflix, Disney Channel e Chiquititas imperam entre 20h30 e 22h00. As regras, bastante inflexíveis,…

Continue lendo