Pelo que você faria tudo?

Estou lendo “A arte de ligar o foda-se”, um livro indicado por uma seguidora do New Families e que me deixou curiosa. Não sou de ligar o “foda-se” facilmente, nem de usar essa expressão. Costumo ser atenta a tudo, me preocupar, levar o universo em conta, principalmente o meu universo particular. Isso não é exatamente…

Continue lendo

Sobre ontem à noite…

Foi um privilégio falar de sexo ontem, sem cochichar. Sem vergonha, sem medo de me expor, de nos expor, a nós mulheres. Com aquelas tantas donas de si mesmas que estavam lá. Donas da sua conduta, do seu caminho de realização pessoal. Com um desejo de construir uma boa vida no sexo melhor hoje do…

Continue lendo

Minha paixão por bilhetes

Sou do tempo dos bilhetes. Tenho lembranças do meu prazer em recebê-los desde a minha infância. Dos recadinhos que a minha mãe deixava com as ordens do dia para mim e para as minhas irmãs, com tempo de televisão autorizado, horário de temas e de vestir os uniformes da escola. Lembro também do afeto escrito…

Continue lendo

Ter expectativa é ruim?

A expectativa é amiga da frustração. Essa frase foi minha guia por muito tempo. Escuto e leio isso por todo o lugar também, então essa virou uma verdade para mim. E na ausência de uma reflexão maior sobre. Mas isso até eu me dar conta, pelas minhas vivências, que na verdade essas duas não são…

Continue lendo

Filhos do Divórcio

Meus filhos maiores estão crescendo. Joana está com quase dez anos e o Joaquim com oito e meio.  Já se passaram mais de quatro anos que a nossa nova família, formada inicialmente de nós três, começou. Que eu hospedei fantasmas na minha consciência quanto à nossa dinâmica neste novo formato, e desde lá, construí cenários…

Continue lendo