Adeus ano velho…

Ok, eu me apego a roupas e sapatos… não vou negar. Sou vaidosa e criativa, por isso gosto de coisas e espaços. Gosto de lugares e fotos. Da minha casa. Tenho coisas que guardo há vinte anos no armário, pelas quais tenho verdadeiro afeto. Porque me lembram situações importantes da minha vida, boas ou ruins….

Continue lendo

Tempo, cada um tem o seu.

Há quem diga que o gestor da empresa para a qual trabalhei nos últimos sete anos, jamais esteve preparado para uma sucessão. Há quem diga que eu já deveria ter deixado este plano profissional para trás há pelo menos dois anos. Outros, há cinco. Há quem diga que perdi vida, perdi tempo de empreender em…

Continue lendo

Criatividade na vida…

É preciso ter criatividade para ser feliz. Para lidar com o compartilhamento dos filhos, com duas casas, com famílias em cidades diferentes. Posso garantir que só a criatividade vence esse desafio, e vou dizer porquê. Uma pessoa para exercer a criação, precisa de desprendimento. Avalio esta frase em toda a sua profundidade.  Criar alternativas diferentes…

Continue lendo

Dia dos Pais das Novas Famílias

Há tempos que percebo, nos ambientes escolares das minhas crianças, que Dia dos Pais e Dia das Mães causam desconforto, constrangimento e sofrimento para algumas famílias. Ainda não tinha me separado do pai de dois dos meus filhos e lembro de um coleguinha da minha filha, fruto de uma nova família, faltar às aulas durante…

Continue lendo

Pai em dose dupla:)

Em uma quinta-feira dessas, zapeando pela tv a cabo, chegamos por acaso no filme “Pai em dose dupla”. Estava passando no telecine e eu e as crianças ainda tínhamos quase duas horas juntos antes da hora de dormir. Uma mulher no nono mês de gravidez, adora uma tv, principalmente no final de noite com os…

Continue lendo

Com quem contar…

Com minhas crônicas, tenho tido a oportunidade de conversar com leitoras que as vem acompanhando pelo blog. O que constitui um verdadeiro presente para mim. Uma oportunidade de dividir experiências comuns mesmo com jornadas e destinos eventualmente diferentes. Sob o guarda-chuva do processo de divórcio, discorrem diversas histórias. Além da minha, muito além. De todos…

Continue lendo

O quinto elemento em mim: Antonella

É assim que vivo os meus. Em mim. Joana viveu em meu ventre por 39 semanas e agora vive em mim, nos meus pensamentos, no meu coração, no meu presente e no meu futuro. Simplesmente em cada pedaço do meu ser. Joaquim, igual a mana, morou na minha barriga por 39 semanas e divide com…

Continue lendo